_ TELEFONE: (41) 99685-0693_____________ _E-MAIL: CONTATO@BRUTUSST.COM.BR

Responsabilidade social, ecológica e econômica são cada vez mais necessidades prioritárias

Vivemos um momento de transformação no Planeta Terra. Nos últimos anos, problemas que antes pareciam reversíveis, estão se tornando cada vez mais preocupantes. A fome, a violência, as mudanças climáticas, a natureza em perigo e o pessimismo diante o futuro, nunca atingiram níveis tão perigosos. É verdade que algo tem sido feito por governos, entidades públicas e privadas, entretanto, muito precisa ser feito ainda.

Em 2015, houve uma oportunidade histórica entre países e a população global para ligar o alerta e decidir o que os moradores desse planeta querem do futuro. Isso se refletiu nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que se baseiam nos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Estabelecidos no ano 2000, os ODM incluíam oito objetivos de combate à pobreza a serem alcançados até o final de 2015. Desde então, progressos significativos foram atingidos:

  • A pobreza global continua diminuindo;
  • Mais crianças do que nunca estão frequentando a escola primária;
  • Mortes infantis caíram drasticamente;
  • O acesso a água potável expandiu significativamente;
  • As metas de investimento para combater a malária, a aids e a tuberculose salvaram milhões de pessoas.

Agora, as Nações Unidas trabalham junto aos governos, sociedade civil e outros parceiros para aproveitar o impulso gerado pelos ODM e levar à frente uma agenda de desenvolvimento pós-2015 ambiciosa.

Os desafios para superar até 2030

Lançada em setembro de 2015 durante a Cúpula de Desenvolvimento Sustentável, foi discutida na Assembleia Geral da ONU, onde os Estados-membros e a sociedade civil negociaram suas contribuições.

A agenda apresenta os novos desafios de desenvolvimento e está ligada ao resultado da Rio+20 — a Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável — que foi realizada em junho de 2012 no Rio de Janeiro, Brasil.

Veja os desafios estabelecidos pela nova Agenda: 

Erradicação da Pobreza: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares
Fome Zero e Agricultura Sustentável: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável
Saúde e Bem-Estar: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades
Educação de Qualidade: Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos
Igualdade de Gênero: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas
Água Potável e Saneamento: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos
Energia Limpa e Acessível: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos
Trabalho Decente e Crescimento Econômico: Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos
Indústria, Inovação e Infraestrutura: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação
Redução das Desigualdades: Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles
Cidades e Comunidades Sustentáveis: Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis
Consumo e Produção Responsáveis: Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis
Ação Contra a Mudança Global do Clima: Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos
Vida na Água: Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável
Vida Terrestre: Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade
Paz, Justiça e Instituições Eficazes: Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis
Parcerias e Meios de Implementação: Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável

O que a Brutus tem a ver com isso? 

A Brutus Sustainable Transport acredita que as empresas precisam de fornecedores de transportes rodoviário que acompanhem suas necessidades e seu desenvolvimento. Nossa ferramenta é eficiente, inovadora e sustentável. Os sistemas da Brutus vão ao encontro de vários dos objetivos dessa agenda estabelecida pelas Nações Unidas. Uma dela é relacionada com a Erradicação da Pobreza.

Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares exige um esforço da sociedade como um todo, mas nada melhor do que ter agentes que circulem e tenha acesso a todos os tipos de situações desumanas de Norte a Sul do País.

Os caminhoneiros agregados à plataforma Brutus vão, além de vivenciar no cotidiano de seu trabalho a realidade social, poderão, por meio da nossa capacitação em cursos EaD, ganhar uma qualificação como agente influenciador. Isso lhes renderá bonificações exclusivas, para auxiliar nas tomadas de decisões assertivas para contribuir com um mundo melhor. Resgatando a importância da classe que tanto contribui para manter, não apenas diversos setores industriais em funcionamento, mas também valores e princípios em diversas famílias pelo Brasil.

Com informações: Nações Unidas.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
× Fale conosco!